RONDONÓPOLIS

NA FRENTE DO FILHO

Homem que matou ex com facada no pescoço é condenado a 28 anos de prisão

Publicado em

POLÍCIA

Conforme informações, na decisão da justiça foi destacada a forma fria que o acusado agiu ao assassinar a ex e a motivação fútil que o levou a cometer o crime

Elbi da Silva foi condenado pela Justiça a mais de 28 anos de prisão pela autoria do feminicídio que vitimou a ex-esposa, Niely Cristian de Freitas, no Bairro Jardim San Diego, em Tangará da Serra (MT). O julgamento foi concluído na terça-feira (31). O crime ocorreu no dia 16 de abril de 2020.

O acusado se apresentou ao Tribunal do Júri da Comarca de Tangará.

Elbi está preso desde a data do crime após confessar que assassinou Niely com um golpe de faca no pescoço. O crime ocorreu na presença do filho do ex-casal, que na época tinha 1 ano e 7 meses.

O casal estava separado há cerca de 7 meses e não havia histórico de violência. A Polícia conversou com o autor do crime e ele disse que não aceitava o fim do relacionamento.

Conforme informações, na decisão da justiça foi destacada a forma fria que o acusado agiu ao assassinar a ex e a motivação fútil que o levou a cometer o crime.

Leia Também:  Funcionário leva choque elétrico e perde a consciência ao fazer limpeza de freezer

Na denúncia do Ministério Público do Estado (MPE), que pedia a condenação do réu, foi exposto que o feminicídio foi motivado por ciúme.

Ainda conforme informações, o filho de Niely com Elbi, hoje com pouco mais de 3 anos, sofre com consequências emocionais por ter presenciado a morte da mãe. Na decisão é relatado que a criança tem insônia, irritabilidade e aceita apenas os cuidados da avó.

Por Andreia Oliveira

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Autor de homicídio em Arenápolis é preso em flagrante pelo Polícia Civil

Publicados

em

Um homem apontado como autor do homicídio ocorrido na noite de quarta-feira (27.07), no município de Arenápolis (258 km a médio norte de Cuiabá), foi preso em flagrante pela Polícia Civil, durante atendimento da ocorrência.

Os investigadores de Arenápolis foram informados sobre uma situação de tortura e de homicídio por meio de arma cortante, que vitimou a pessoa de José Augusto Rodrigues de Souza, 20 anos.

Imediatamente a equipe acompanhada do delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, foram até o hospital onde a vítima havia dado entrada, porém não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Em seguida, os policiais civis foram até o local dos fatos para obterem mais detalhes acerca do ocorrido. Durante entrevista com populares foi possivel qualificar o autor do homicídio, o qual foi localizado nas proximidades, sentado em frente de uma residência.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Arenápolis, e no interrogatório assumiu o crime. Ele alegou que foi cercado por três indivíduos de uma facção rival, e passou a ser espancado com capacetes e uma mangueira, momento em que conseguiu sacar uma faca e golpeou a vítima.

Leia Também:  Ciclista fica em estado grave após ser atropelado por carro na BR-364

Conforme o delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, os indícios apontam que o homicídio decorreu da legítima defesa, pelo fato que os três homens na função de “disciplina” dariam um salve no suspeito.

Após a confecção dos autos, o preso será apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

PRA ELAS

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA