RONDONÓPOLIS

Manifesto

Mulheres denunciam delegados que negaram estupro em Cuiabá

Publicado em

CUIABÁ

Um manifesto, assinado por 26 entidades e mais dezenas de mulheres, denuncia a atuação de dois delegados da Polícia Civil em relação a um suposto estupro de uma adolescente de 14 anos na praça Rachid Jaudy, em 8 de outubro. De acordo com o abaixo-assinado, os servidores não deveriam expor a menina, mesmo no caso de não ser confirmado o estupro.

São citados no documento os delegados Fabrício Pagan e Clayton Queiroz Moura, da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica). “(…) questionamos a exposição, sem nenhum cuidado, de uma menor de idade, uma menina adolescente de 14 anos, realizada pelo próprio delegado”, diz trecho do manifesto.

Segundo o texto, que tem assinaturas de entidades como o Movimento Sem Terra (MST), Fórum Estadual de Direitos Humanos e da Terra e Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat), o delegado Clayton expôs a menor em várias entrevistas, pois “esmo não revelando o nome da adolescente, o modo como o delegado expôs o caso à sociedade, este não considerou o sofrimento enorme que essa adolescente certamente está passando”.

Leia Também:  Sugestão de Pauta: Semob realiza nesta quarta-feira (27) audiência pública sobre o Plano de Mobilidade

O movimento cita ainda falas do delegado nessas entrevistas como “se ela teve alguma relação sexual consentida, isso não configura crime, até porque ela já tem 14 anos”. “Ou seja, a narrativa do senhor delegado induz a opinião pública a julgar a menina adolescente que passa de vítima a criminosa, sem ao menos ter conhecimento do que, realmente, aconteceu. Que pressa é essa em dizer que não houve estupro na praça Rachid Jaudy?”, questionam as mulheres que assinam o manifesto.

“Tudo o que está acontecendo somente reforça em nós a importância de continuarmos nossas ações de luta nesse estado e nesta capital, porque se continuar assim, Cuiabá não será conhecida apenas como a capital do agronegócio, mas também como a capital do machismo”, enfatiza o texto.

Fonte: Folha Max
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CUIABÁ

Prefeito e secretária de saúde lamentam falecimento da fisioterapeuta Elaine Silva

Publicados

em

O prefeito Emanuel Pinheiro e a secretária municipal de Saúde Suelen Alliend lamentam o falecimento da fisioterapeuta Elaine Larissa Barros Ferreira da Silva, 38 anos. Elaine lutava contra um câncer de mama. 

“É com muita tristeza que recebo a notícia do falecimento de uma mãe de família e grande profissional. Que Deus conforte os familiares e amigos neste momento de profunda tristeza”, lamentou o prefeito. 

A secretária de Saúde lembra que além de ser uma ótima profissional Elaine também era do sindicato, e muito atuante na defesa da categoria. “Pessoa competente e de fibra, é uma perda muito grande”, disse Suelen. 

A servidora atuava na rede municipal de saúde há mais de 10 anos. Trabalhou no antigo pronto-socorro de Cuiabá, e por último à profissional desempenhou suas atividades na policlínica do Coxipó. A servidora deixa marido e uma filhinha. 

O velório será a partir das 7h, do dia 15/08 (segunda-feira), na Capela Jardins, Sala Roseiras, em Cuiabá.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Prevenção ao câncer de útero é negligenciada por 70% das brasileiras, diz fundação
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

PRA ELAS

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA